segunda-feira, 1 de junho de 2009

Afável

Na semântica
Perdeu-se no tempo
E perdeu tempo em sê-lo
Na prática
Nada transparece um sorriso de cristal
Quando o coração está despedaçado.

3 comentários:

Rodrigo Fernandes disse...

Contemporâneo, sutil e criativo!
Gostei muito =D

João Campos Nunes disse...

Andei pensando.
ACho que afável não sai de moda.
É bruto, não é abstrato. Pode-se tocar.
A palavra talvez.

Volto a ressaltar que seria interessante ser mais claro.

Volte a nos presentear com seus escritos.

Lyene disse...

E, depois, seu fela, vc fica dizendo que não escreve nada... Eu vou te enforcar quando vc falar isso de novo, adorei o poemaaa!

Un super bjo, Taty (que eu to com preguiça de mudar de perfil XD)